7° Dia

7° Dia

Olá gentee, vim postar o 7° dia. ebaaaaaa o/ rs

  •   Uma cena que fez você chorar.                             

Bom, uma cena que me fez chorar foi em A Escolha, foi uma cena que a America estava no quarto do Maxon, vendo as fotos do mural dele, e a guarda bate na porta dando a noticia ao Príncipe, chorei horrores nessa cena, porque me imaginei nela, vou postar um trecho aqui.

Capitulo 22 pagina: 240/241

Ele me beijou devagar e foi abrir a porta.

permaneci imóvel e ofegante. Disse a mim mesma que talvez fosse uma má ideia deixá-lo me beijar até eu confessar. Mas ponderei a mão pelos cabelos para me recompor

– Perdão, Alteza – Alguém disse. – Procuramos a senhorita America, e as criadas disseram que ela estaria com o senhor.

Fiquei me perguntando como minhas criadas teriam adivinhado, mas contente por estarem tão afinadas comigo. Maxon franziu  a testa e olhou pra mim antes de abrir a porta por completo e permitir a entrada do soldado. Ele cruzou a soleira e olhou para mim como se me inspecionasse, como se quisesse ter certeza de que aquela era eu. Uma vez satisfeito, inclinou-se para Maxon e murmurou algo em seu ouvido.

O príncipe soltou os ombros e levou a mão aos olhos; parecia incapaz de lidar com a notícia.

– Você está bem? – perguntei. Não queria que ele sofresse sozinho.

Ele se virou para mim, comovido.

-Sinto muitíssimo, America. Odeio ter de contar isso a você. Seu pai faleceu.

Não compreendi as palavras de imediato. Porém, não importava como as organizasse na minha cabeça, a impensável conclusão era sempre a mesma.

E então o quarto começou a balançar e vi Maxon com uma expressão assustada. A última coisa que senti foram os braços dele me segurando para que eu desabasse no chão.

 

 

4

 

 

6° Dia

6° Dia

Olá pessoal, desculpem a ausência, estava resolvendo algumas coisas, rsrs, vou terminar de postar o Desafio ok.

  • Um personagem de livro por quem você foi ou é apaixonado.

Olha é impossível amar um só né, porque são vários (rsrs), mas um personagem que amei de paixão (e acho que toda menina com certeza irá amar ) é o Ian Clarke, ai gente sinceramente ele foi o mais apaixonante de todos né, quem não gostaria de ter um Ian na vida. (haha)

20

Não tem fotos dele, até porque ainda será adaptado pro cinema (esperamos ansiosos), e espero que o personagem seja, igual ao que imaginei rs.

 

e ai pessoal?, me conte aqui nos comentários qual personagem de livro que você é apaixonada (o) Vale para os meninos também viu. rs

 

bjoos’ até mais ❤

5° DiA

5° DiA

Um livro que você lê quando está entediada.

 

Bom quando to entediada eu costumo ver filme, ou escutar musica, mas se fosse pra mim ler eu leria Felizes para Sempre – Kiera Cass, que é um conto, e tem muita ilustração e com certeza me tiraria do tédio haha ❤

11221282_992509637462348_857609622817002361_n

 

e vocês qual livro tira to tédio?. rs

 

4 Dia

4 Dia

Livro mais Dramatico

ain não sei qual livro mais dramático, mas o que eu achei foi A Escolha da Kiera cass, o por que, bom envolve muita coisa, desde a escolha da nova princesa de Illéa a Rainha de IILÉA, é muito dramático e com o filme será mais ainda, os outros também foram, mas A Escolha me conquistou por completo, quem leu vai concordar, não irei postar nem falar nada por causa de spoiler né, rsrs.

 

4

 

e pra vocês, qual foi o livro mais dramático?, deixem aqui nos comentários.

bjoos

3 Dia

3 Dia

Um livro mais engraçado

na verdade vários me fizeram rir, só que o mais engraçado foi Perdida e Encontrada, vou colocar um pedaço dos dois.

Um trecho de Perdida:

Depois, contemplei outro dilema. Supondo que eu tivesse usado a casinha. Supondo que tivesse terminado o que fui fazer ali e quisesse voltar para minha vida. Eu precisaria de algumas coisas… — Ian? — minha voz tremeu um pouco. — Sim, senhorita Sofia? — Você usa a casinha, certo?
— Humm, certo. —confirmou, inseguro. — Então você sabe o que fazer depois. — eu disse, arqueando uma sobrancelha. Ele corou. Meu Deus, ele era tão estranho! Aposto que não existia coisa alguma no mundo que fizesse o Rafa corar. Ou até mesmo a Nina! Humm… Eles eram perfeitos um para o outro, eu tinha que admitir. — Depois de usar a casinha, vou precisar de… — me interrompi sugestivamente, esperando que ele compreendesse e completasse minha sentença. Rezei fervorosamente para que a historia com os sabugos fosse apenas lenda. — Ah, isso! É para isso que serve aquele pé de alface ali no canto. Todos os dias algum criado coloca um fresco. Olhei para Ian como uma idiota, tentando entender o pé de alface e sua conotação. Então, uma gargalhada histérica explodiu de minha boca, não pude evitar. Pé de alface como papel higiênico! Sem agrotóxicos ainda por cima! Ao menos eram lavadas primeiro? Os ecologistas iriam adorar essa ideia. Totalmente biodegradável! Ian me observou, os olhos assustados. Deduzi que ele pensava que eu era louca. E eu o apoiava incondicionalmente neste caso. Pés de alface! — O que é tão engraçado? — perguntou. — Nada. — respondi ofegante, por culpa do riso incontrolável. Lágrimas surgiram no canto dos meus olhos. — É só que… O pé de alface… — mais riso histérico. — Desculpe, só que é tão… — Se preferir, pode usar os sabugos. — disse Ian, o rosto sério. Parei de rir imediatamente. — Alface tá bom. — tentei me recompor. — Alface tá muito bom. Obrigada, Ian.

Um trecho de Encontrada:

Meu noivo segurou a balinha marrom (ao menos se parecia com uma) e a admirou por um momento, aflito, indeciso. Então, ergueu a cabeça e me fitou demoradamente. Sua atenção se voltou para a linha e o anzol, e em seguida retornou para o meu rosto. Por fim, ele grunhiu e estendeu a mão, me oferecendo o tablete.

— Não engula, apenas mastigue — explicou Ian quando eu o peguei.

— Certo — analisei o tablete. — Isto aqui é o quê?

— Apenas mastigue, meu amor. Antes que eu me arrependa do que estou fazendo. Com medo de ser costurada a seco, mandei aquilo para dentro e o amargor preencheu minha boca. Logo minha língua estava adormecida.

— É ruim! — reclamei.

— Eu sei — respondeu Ian, tristonho, e afastou uma mecha de cabelo que se desprendera da trança e caíra em meus olhos.

— Credo! Ruim demais! — Não, não cuspa! — ele alertou, quando fiz menção de tirar aquilo da boca.

— Logo vai se sentir melhor, confie em mim. Eu assenti e, por mais que meu corpo todo rejeitasse a ideia, continuei mascando. Ao se dissolver, o tablete se revelou um amontoado fibroso e desidratado que fazia cócegas em minha língua dormente.

É melhor eu não me machucar nunca mais, pensei. Não queria nem imaginar o que fariam com um osso quebrado e… Ah! Então fora isso que assustara tanto Ian e… Uau, que lindo aquele vidrinho azul. Ele ondulava sob a luz do sol como se… Estreitei os olhos. Aquele frasquinho estava… dançando? Uma sensação esquisita me impediu de continuar o raciocínio. Meu coração acelerou sem motivo aparente e minha respiração tomou o mesmo curso. As cores ao meu redor se tornaram mais vivas e brilhantes e eu me sentia… feliz. Tão, tão feliz! Não sei bem por quê, mas de repente eu me sentia radiante, contente a ponto de sair voando. Olhei para Ian

— seus olhos estavam fixos em meu rosto, mas sua testa estava franzida. E ele meio que brilhava.

— Ei, por que você tá brilhando? — eu quis saber.

— Acho que podemos começar — anunciou o médico.

— Espere. — Ian se agachou para que seus olhos ficassem na mesma altura dos meus. Ele me avaliou com atenção, e eu queria perguntar mais uma vez sobre aquele brilho, quando de repente ele se dividiu em dois. — Uau

— Sofia, como se sente neste momento?  — questionou Ian.

— Feliz! Tem dois de você! — Eu estiquei o braço e puxei um deles pela gola da camisa até colar sua boca na minha. Mal podia esperar para beijar o outro também.

— Dois Ians… Humm… Ele me afastou com delicadeza e tentou sorrir.

— Ela está pronta — disse ao médico, com tanta tristeza que me fez rir. Eu inclinei a cabeça para o lado, admirando aqueles rostos à minha frente. Minha nossa! Os Ians eram tão… tão…

— Vocês dois são tão lindos quando ficam preocupados comigo — ri de novo. Um meio sorriso relutante brotou em seus lábios. Nos dos dois.

— Você não devia prestar atenção nesse tipo de coisa agora — eles

disseram juntos, com os olhos fixos em mim.

só um trecho, mas essa parte do opio com certeza foi a melhor de todas kkkkk

então deixem aqui nos comentários qual o livro mais engraçado que vocês leram.

 

bjoo

2 Dia

2 Dia

2: Um Livro que você mais detesta

Enquanto eu te esquecia da  Jennie Shortridge,

eu não gostei dessa historia por ser confusa, e o final sem pê nem cabeça, não teve um final, não sabemos se a tia dela morreu, não sabemos se ela recuperou a memoria, não sabemos nada, então é confuso pra mim foi.

eu li o livro em PDF e me arrependi, então é um livro que eu não recomendo.

 

Sem título-2

 

e ai? qual foi o livro que você mais detesta?, deixem aqui nos comentários

 

1 Dia

1 Dia

1 – Seu livro favorito de todos os tempos.

Bom é difícil escolher um só entre tantos,tenho A Rainha Vermelha, O Despertar do Príncipe / A Seleção /Halo enfim muitooos, mas o meu favorito é e sempre será a saga Perdida – Carina Rissi .

Perdida -Carina Risse VOL1

Sinopse: Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos…

Encontrada:  Sofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento, ela percebe que se tornar a sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava.
As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar — e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas que prefere não dividir com a noiva.
Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seu felizes para sempre é ela própria.
Em Encontrada: À espera do felizes para sempre, Carina Rissi traz de volta o mundo apaixonante de Ian e Sofia, nos permitindo mergulhar mais uma vez nesta maluca e envolvente história de amor.

Encontrada-Carina Risse VOL2

Destinado: Ian Clarke é um homem de sorte e sabe muito bem disso. Ele encontrou a felicidade que tanto almejava ao lado de sua amada (e complicada) Sofia. Não que tenha sido fácil — mas o que é simples quando o assunto é sua esposa? O destino tem sido gentil, e por essa razão Ian se esforça tanto para ser um bom marido, um bom pai, um bom irmão.
Entretanto sua felicidade começa a ruir no baile de aniversário de sua irmã, Elisa. Ian assiste, impotente, enquanto sua vida perfeita se transforma em uma terrível catástrofe. A noite é desastrosa, e Elisa, a menina que ele jurou proteger, se torna alvo de um escândalo.
Mas o pior ainda está por vir. Um assunto do passado, um pesadelo que há muito o persegue, retorna para assombrá-lo. Aterrorizado com a possibilidade de perder Sofia outra vez, Ian segue seu coração na tentativa de proteger a mulher que ama, sem se importar com as consequências. Ele só não suspeitava de que o preço a pagar seria tão alto…
Em Destinado: as memórias secretas do sr. Clarke, os leitores vão conhecer um novo capítulo da arrebatadora história de amor de Ian e Sofia — desta vez pela perspectiva desse cavalheiro que conquista corações por onde passa.

20

o porque virou meu favorito, a Carina sabe como deixar a gente com gostinho de quero mais, e nos 3 livros foi assim, devorei todos absorvendo cada palavra, cada momento do casal Sofian <3, me encanta muito romance, ainda mais romance de época, e quando li perdida fiquei completamente encantada com a historia.

12295267_1000005596712752_1415626969669584927_n

 

aaa e esse livro foi uma indicação. Carina ainda te mais dois livros, Procura -se um Marido e No Mundo da Luna, quero muito ler os dois.

bom gente esse foi o 1 dia ainda temos + 39 pela frente né rsrs

deixem aqui nos comentários o seu livro favorito de todos os tempos.